Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Universidade de Brasília promove acessibilidade digital em ambientes virtuais de ensino

Notícias

Universidade de Brasília promove acessibilidade digital em ambientes virtuais de ensino

UnB utiliza como referência documentos e ferramentas desenvolvidas pelo Planejamento

publicado: 16/02/2016 03h00 última modificação: 25/07/2016 14h32

A Universidade de Brasília (UnB) utiliza como referência o Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico (eMAG) e o Jogo de Acessibilidade Digital em sua plataforma virtual de ensino desde maio de 2015. O objetivo é orientar os professores que atuam na Educação a distância (EaD) e a comunidade acadêmica sobre a importância de tornar os ambientes e materiais didáticos acessíveis a pessoas com deficiência. Os documentos e ferramentas fazem parte de um conjunto de ações desenvolvidas pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP).

“Percebemos que trabalhar a questão da acessibilidade digital é contribuir para eliminar e reduzir as barreiras que podem dificultar ou até mesmo impedir o acesso às informações, aos ambientes virtuais e aos materiais didáticos”, explica Débora Furtado, servidora da Diretoria de Ensino de Graduação a Distância da UnB. De acordo com Furtado, já foram capacitadas mais de 4.500 pessoas entre junho de 2015 até fevereiro de 2016.

Segundo os dados do censo demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 23,9% da população total do país têm algum tipo de deficiência, seja visual, auditiva, motora ou intelectual. A deficiência visual apresentou a maior ocorrência, afetando 18,6% da população brasileira.

“O estudo mostra o quanto é importante trabalharmos pela acessibilidade digital. As ferramentas desenvolvidas pelo ministério estão disponíveis para todos os órgãos e instituições que desejarem realizar o mesmo trabalho feito pela UnB”, afirma Cristiano Heckert, secretário de Tecnologia da Informação do MP.

Documentos e Ferramentas

 

Lançado há oito anos, o eMAG é uma ferramenta direcionada a profissionais que lidam com a elaboração de páginas governamentais. O documento traz um conjunto de recomendações a ser considerado para que o processo de acessibilidade dos sítios e portais do governo brasileiro seja conduzido de forma padronizada e de fácil implementação.

O Jogo de Acessibilidade Digital tem como objetivo ensinar os conceitos de acessibilidade digital de uma maneira simples e lúdica. As lições vão desde o primeiro contato com o tema até os principais erros cometidos no desenvolvimento web. Com instruções simples, os jogadores aprendem quais são os entraves e obstáculos que as pessoas com deficiência encontram ao tentar acessar sites.

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.