Você está aqui: Página Inicial > Notícias > TIC Empresas 2012 revela que metade das empresas de grande porte já usam as redes sociais

Notícias

TIC Empresas 2012 revela que metade das empresas de grande porte já usam as redes sociais

Pesquisa analisou a infraestrutura tecnológica e as atividades relacionadas à Internet em mais de seis mil empresas

publicado: 16/07/2013 01h00 última modificação: 05/08/2016 15h58

Brasília, 16/07/2013- O Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), órgão ligado ao Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), apresenta os resultados da Pesquisa TIC Empresas 2012. O estudo foi realizado em 6.400 empresas do território nacional com 10 ou mais pessoas ocupadas e retrata todas as regiões do Brasil, abrangendo onze diferentes setores de atividades econômicas.

Um dos destaques é a quase universalização do acesso à Internet. De acordo com o Cetic.br, 97% das empresas têm acesso à rede e o número de funcionários que utilizam a Internet (45%) se aproximou daqueles que utilizam computador (49%).

A conexão em banda larga baseada na tecnologia DSL pela rede telefônica é a mais utilizada em toda a série histórica da TIC Empresas e alcançou 65% nesta oitava edição da pesquisa. No entanto, o uso da tecnologia de acesso por conexão via cabo foi a que apresentou o maior crescimento, passando de 22% em 2008 para 57% em 2012. Já a conexão via modem 3G está presente em 40% das empresas, atingindo um patamar de 72% nas empresas de grande porte.

Destaques sobre o uso das TIC nas empresas do Brasil
A intensidade e a finalidade de uso das TIC variam conforme o porte e o segmento de atuação da empresa, entretanto, algumas atividades se destacam:

  • Atividades como o envio de e-mail (98%) e busca de informação (91%) continuam sendo as mais comuns entre as empresas brasileiras independentemente do porte;
  • Carrinhos de compra (21%) e pagamento online (14%) são pouco frequentes nos sítios Web das empresas;
  • O domínio “com.br” alcançou 90% das empresas com sítio web na Internet. O domínio genérico “.com” é o segundo domínio mais utilizado, mencionado por 6% delas.

Governo eletrônico
O uso de serviços de governo realizados online pelas empresas brasileiras continua focado na busca de informações, sendo que pagamentos online de impostos são os serviços transacionais mais utilizados, realizados por 64% das empresas. Cadastrar empresas e submeter propostas de licitação eletrônica/pregão eletrônico são atividades realizadas por apenas 24% das empresas. Em um patamar ainda mais baixo encontra-se a atividade de aquisição de bens ou serviços de organizações governamentais (leilão), realizado por apenas 9% das empresas. Este resultado sugere que ainda há uma lacuna na oferta de serviços transacionais pela Internet para as empresas.

Website
A pesquisa aponta que 92% das empresas que possuem sítios apresentam informações institucionais em suas páginas e em menor proporção oferecem recursos transacionais. Além disso, 55% das empresas brasileiras estão presentes na web por meio de sítio Web, mas esse dado varia de acordo com o porte: 87% das grandes empresas tem presença na Internet com um website, sendo que nas pequenas empresas essa proporção é de 48% e nas médias empresas a proporção é de 74%.

Redes sociais
Apenas 36% das empresas possuem perfil em alguma rede social. Quando analisadas pelo porte, o percentual diminui para as pequenas empresas (33%) e aumenta para as médias e grandes com 43% e 50%, respectivamente.

Quanto às atividades nas redes sociais, 78% das empresas publicam notícias relacionadas à empresa; 74% respondem comentários e dúvidas e 72% publicam conteúdo relacionado à área de atuação da empresa. Ainda no contexto das mídias sociais, 38% das companhias publicam informações pelo menos uma vez por semana, enquanto 26% atualizam os canais diariamente.

Investimento em software nas empresas
A TIC Empresas revela ainda que 30% das corporações introduziram novos softwares ou aperfeiçoaram softwares existentes. Nas empresas que possuem de 10 a 49 pessoas ocupadas, esse percentual foi de 25%, enquanto nas empresas de portes médio e grande a proporção chega a 42% e 57%, respectivamente. Além disso, houve um aumento na terceirização dos serviços de TI. Em 2007, este percentual era de 45% e em 2012 chegou a 58%, principalmente com suportes técnicos.

A grande maioria das empresas brasileiras utilizaram softwares adquiridos por licença (88%), sendo que dentre as empresas de grande porte esse percentual chega a 97%. O uso de softwares adquiridos sob encomenda e desenvolvidos pela própria empresa foram mencionados por 43% e 18% das empresas, respectivamente. Os três principais motivos citados pelas empresas para introdução de softwares novos ou que passaram por algum aperfeiçoamento são: melhoria de procedimentos internos (35%), ganho de produtividade (22%) e adequação à exigências legais (19%).

Ao comentar os resultados da pesquisa, Alexandre Barbosa, gerente do CETIC.br, observa que as novas TIC possibilitam novas práticas de gestão voltadas à inovação e melhoria de desempenho. “Quando usada de forma estratégica, a tecnologia promove o desenvolvimento de novos produtos e serviços capazes de melhorar o desempenho da empresa, além de introduzir inovação nos processos empresariais", afirma.

 

A TIC Empresas 2012 está disponível em: http://www.cetic.br/empresas/index.htm.

Fonte: NIC.br - Núcleo de Informação e Coordenação - imprensa@nic.br.