Você está aqui: Página Inicial > Notícias > SLTI promove curso para ampliar uso do e-PING

Notícias

SLTI promove curso para ampliar uso do e-PING

publicado: 01/09/2010 15h56 última modificação: 27/07/2016 15h04

Servidores de órgãos públicos federais, estaduais e municipais que atuam na área de tecnologia da informação e gestão pública e que tenham interesse em participar do curso "Interoperabilidade e Processos Públicos Institucionais", promovido pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento (SLTI/MP), têm até a próxima segunda-feira (6) para efetuar suas inscrições. Estão sendo oferecidas 250 vagas.

O objetivo é facilitar o uso de Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico (e-PING) pelos gestores e alinhar sua aplicação aos programas estratégicos de governo. Todas entidades públicas podem se beneficiar desse instrumento. “A interoperabilidade permite um fluxo contínuo de informações entre a esfera pública e a sociedade, o que resulta na prestação de melhores serviços aos cidadãos”, diz a secretária Glória Guimarães.

Exemplos da aplicabilidade do e-PING, na prática, são a nota fiscal eletrônica e a certificação digital. O governo trabalha agora para ampliar essa lista de benefícios. Uma das ações já previstas é a simplificação na comprovação de documentos pelo cidadão em órgãos públicos.  


Metodologia
Este é o primeiro curso de extensão nesta área oferecido pelo governo federal para difundir a implantação do e-PING no Brasil. A capacitação terá 120 horas e será realizada de 13 de setembro a 11 de dezembro. A iniciativa tem apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Organização dos Estados Americanos (OEA) e prevê a instalação de dez turmas.

As aulas serão ministradas por instrutores do Centro de Educação a Distância da Universidade de Brasília (Cead/UnB) e cada turma será acompanhada por um tutor. As informações serão repassadas pelo método virtual e em encontro presencial. Neste último caso, será obrigatória a participação dos inscritos no dia 11 de dezembro, em Brasília.

Serão debatidos temas como introdução e desafios da interoperabilidade, padrões e marco conceitual do e-PING e análises de casos. Os participantes vão conhecer, ainda, um panorama sobre diversos aspectos, conceituais e práticos, de uma estrutura de tecnologia e de processos que servem de suporte à melhoria da gestão pública. Alguns dos assuntos que poderão ser explorados pelas turmas são Carta de Serviços, Sistemas de Gestão Administrativa e Registro e Identificação Civil.

 “A idéia, no final, é que os trabalhos a serem apresentados pelos gestores apontem soluções para possíveis problemas existentes em seus órgãos de origem e que possam melhorar a interface das atividades executadas em parceria com o governo federal”, adianta a secretária.

De acordo com ela, a interoperabilidade entre serviços prestados pela administração pública de todos os níveis é uma das linhas de ação estratégica mais importante no desenvolvimento do governo eletrônico, sendo adotada, inclusive, em países mais desenvolvidos. “Por isso a inserção da interoperabilidade na esfera federal é indispensável, em especial nos projetos que ligam a administração a organizações, empresas e ao cidadão”.

Para se inscrever no curso os interessados devem preencher um formulário, disponível no site www.cead.unb.br/mpog. Mais informações pelo e-mail sisp@planejamento.gov.br.