Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Prêmio do escritório brasileiro do W3C reforça importância da acessibilidade na web

Notícias

Prêmio do escritório brasileiro do W3C reforça importância da acessibilidade na web

Inscrições para a terceira edição do Todos@Web seguem até o dia 30 de setembro

publicado: 17/09/2014 01h00 última modificação: 24/06/2016 09h00

Reconhecimento púbico, visibilidade e apoios concretos aos seus projetos, esses são alguns dos benefícios percebidos pelos vencedores das edições anteriores do Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web – Todos@Web, que segue até 30 de setembro com as inscrições abertas para a premiação de 2014 (http://premio.w3c.br/inscricoes/). O prêmio chega à sua terceira edição com a missão de conscientizar desenvolvedores e homenagear ações em prol do acesso à web por pessoas com deficiência.

Vencedora da segunda edição do Todos@Web na categoria Pessoas e Instituições, a fundadora e consultora da Digital Acesso, Lêda Spelta, fala sobre a satisfação de ter sido homenageada. “Além da surpresa, foi uma alegria pelo reconhecimento público do meu trabalho de mais de uma década que a inscrição no prêmio me fez resgatar, compilar e organizar”, afirma. “Eu tive também a alegria de ver alunos e clientes recebendo o prêmio por seus trabalhos. E essa foi uma alegria ainda maior, porque veio acompanhada de um sentimento de continuidade, de que estou deixando boas ações nesse mundo”, completa Lêda Spelta.

 

Além das homenagens, o Todos@Web fez com que os vencedores pudessem complementar seus projetos e lançá-los a um novo patamar. É o caso do Portal da Casa de Oswaldo Cruz (http://www.coc.fiocruz.br/), vencedor também da segunda edição do prêmio, na categoria Projetos Web – Prêmio MAQ de Acessibilidade na Web. Após receber o prêmio, a instituição lançou uma nova versão do sítioque levou em consideração os comentários feitos pelos jurados durante o Todos@Web. O portal ainda será apresentado no XIII Simpósio Brasileiro Sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais (IHC 2014).

“O Prêmio de Acessibilidade do Escritório Brasileiro do W3C é um incentivo para produtores de conteúdo, designers e profissionais de TI da Casa de Oswaldo Cruz. Embora estes profissionais tivessem noção de que estavam contribuindo para tornar a web mais acessível, ser reconhecido com o prêmio Todos@Web fez com que isso ficasse mais forte. A Casa de Oswaldo Cruz virou uma referência na Fiocruz, uma vez que nem todos os sítios da instituição têm recursos de acessibilidade”, conta Carolina Sacramento, responsável por coordenar as ações de acessibilidade do portal.

Um caminho semelhante foi trilhado pelo Mouse Acessível, projeto desenvolvido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e vencedor na categoria Aplicativos e Tecnologias Assistivas na mesma edição do prêmio. A aplicação permite que um tablet ou smartphone seja conectado via Bluetooth a um computador e utilizado como mouse acessível, facilitando assim a navegação na web.

“Depois da conquista do prêmio, conseguimos desenvolver outras interfaces, avançamos com testes e aumentamos o número de usuários. Percebemos uma boa aceitação por entidades que trabalham com pessoas com deficiência e, principalmente, ganhamos visibilidade e apresentamos essa solução em outros eventos”, reforça Agebson Rocha, coordenador do Núcleo de Tecnologias Assistivas da IFCE.

Inclusão social
O Brasil possui hoje, segundo o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, mais de 40 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. As pessoas com deficiência enfrentam dificuldades diferentes para navegar em sítios, uma vez que a maioria dos portais não as considera em seu desenvolvimento.

Os interessados em participar do Prêmio Todos@Web podem se inscrever em uma das três categorias: Pessoas ou Instituições, Projetos Web – Prêmio MAQ de Acessibilidade na Web e Aplicativos e Tecnologias Assistivas. Os detalhes sobre a premiação e os critérios de seleção estão disponíveis no regulamento: http://premio.w3c.br/regulamento/.

O prêmio é uma iniciativa do Escritório Brasileiro do World Wide Web Consortium (W3C), instalado na sede do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), braço executivo do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br).

Sobre o Escritório Brasileiro do W3C

Por deliberação do CGI.br, o NIC.br agrega as atividades do Escritório do W3C no Brasil - o primeiro na América do Sul. O W3C é um consórcio internacional que tem como missão conduzir a web ao seu potencial máximo, criando padrões e diretrizes que garantam sua evolução permanente. Mais de 80 padrões foram já publicados, entre eles HTML, XML, XHTML e CSS. O W3C no Brasil reforça os objetivos globais de uma web para todos, em qualquer dispositivo, baseada no conhecimento, com segurança e responsabilidade. Mais informações em: http://www.w3c.br/.

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br
O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que implementa as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil. São atividades permanentes do NIC.br coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — CEPTRO.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — CETIC.br (http://www.cetic.br/) e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br
O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios do multissetorialismo e transparência, o CGI.br representa um modelo de governança da Internet democrático, elogiado internacionalmente, em que todos os setores da sociedade são partícipes de forma equânime de suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações em http://www.cgi.br/.

Contatos para a Imprensa:
S2Publicom
http://www.s2publicom.com.br
Twitter / Facebook / Youtube: S2publicom
PABX: (11) 3027-0200 / 3531-4950
Daniela Marques - daniela.marques@s2publicom.com.br - (11) 3027-0215
Carolina Carvalhocarolina.carvalho@s2publicom.com.br - (11) 3027-0226

Fonte: Nic.br