Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Premiação reconhece as melhores práticas em inclusão digital

Notícias

Premiação reconhece as melhores práticas em inclusão digital

Cerimônia de entrega do Prêmio Telecentros Brasil aconteceu durante a Semana Nacional de C&T, em Brasília

publicado: 17/10/2014 01h00 última modificação: 24/06/2016 08h56

A Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN) em parceria com os ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Comunicações (MiniCom) e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), realizou a cerimônia de anúncio dos vencedores do Prêmio Telecentros Brasil. A entrega da premiação aconteceu durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT 2014), em Brasília.

O Telecentro Comunitário de Lavras Doutora Dâmina venceu na categoria Orientação e Capacitação; o Laboratório Criativo de Literatura e Novas Tecnologias foi agraciado na categoria Inovação em Sustentabilidade Social.

Já o Telecentro Comunitário Arnaldo Pereira venceu no grupo Inovação em Sustentabilidade Social; na modalidade Inovação em Sustentabilidade Empreendedora a primeira colocação ficou com o Centro de Reintegração Deus Proverá.

Na categoria Telecentro Destaque o prêmio foi entregue ao Telecentro Parque e a Personalidade em Inclusão Digital foi Zélia dos Santos, coordenadora do Centro de Recondicionamento (CRC). Todos receberam um computador como prêmio.

De acordo com o diretor geral da ATN, José Avando Sales, a temática da SNCT 'Ciência e tecnologia para o desenvolvimento social' está diretamente ligada ao papel dos telecentros.

"Eles são espaços comunitários para a sociedade discutir seus problemas, capacitar jovens e promover ações sociais. É um ambiente muito importante, sobretudo em comunidades pequenas, que muitas vezes tem aquele único ponto como contato com exterior", explicou o diretor durante a entrega nesta quinta-feira (16).

Parceria

Esta é a 7ª edição do prêmio, que também conta com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Grupo Ticket e Associação de Mulheres Empreendedoras (AME) . Pelo segundo ano consecutivo os vencedores foram anunciados na SNCT.

Para o secretário de Ciência e Tecnologia para a Inclusão Social, Oswaldo Duarte Filho, as atividades promovidas pelos vencedores mostram a grandeza e a importância dos telecentros. "Hoje são ferramentas de inclusão digital e transformação social.Os telecentros não são somente laboratórios."

Ampliação

O secretário do MCTI também destacou a necessidade de integrar as ações dos cerca de 28,8 mil telecentros espalhados pelo Brasil. Os números são de um levantamento organizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict/MCTI).

"Vamos aproveitar a estrutura já existente para um esforço envolvendo entidades, como o Serpro, Minicom, Ibict, MCTI e CNPq, para dar uma organicidade a essa rede, oferecendo conteúdos que sirvam de apoio a grandes projetos de inclusão social", afirmou.

Reconhecimento

O Telecentro Comunitário de Lavras Doutora Dâmina oferece ao município de Lavras (MG) um serviço de qualificação profissional por meio das tecnologias da informação e comunicação (TICs). Em Senador Canedo (GO), o Laboratório Criativo de Literatura e Novas Tecnologias tem como objetivo estimular a rede municipal de ensino, promovendo o incentivo à literatura e apropriação da cultura digital.

O acesso à prática de inclusão digital e social para crianças, jovens e adultos das comunidades rurais das comunidades rurais de Igaci (AL) é o foco do trabalho do telecentro Comunitário Arnaldo Pereira da Silva.

"Oferecemos uma capacitação para que as pessoas aprimorem o cultivo de frutas e hortaliças, proporcionando um desenvolvimento econômico para as famílias do Semiárido alagoano", explicou Ana Marta Torres, representante do telecentro.

O Centro de Reintegração Deus Proverá (CRDP) levou à premiação cerca de 50 pessoas beneficiadas pelas atividades promovidas em Planaltina (DF). "Oferecemos a pessoas em vulnerabilidade social a chance de se incluir como empreendedores no mercado de trabalho. Esse prêmio concedido é como uma injeção para aumentar o crescimento do empreendedorismo", afirmou o coordenador do CRDP, Francisco Ramalho Medeiros, durante a entrega do Prêmio.

O Telecentro Parque, de Rio Branco, promove a inclusão social e digital das comunidades do estado, reduzindo a exclusão social e criando oportunidades aos cidadãos, como qualificação profissional.

A coordenadora do Centro de Recondicionamento, do Gama (DF), Zélia dos Santos, foi agraciada como Personalidade em Inclusão Digital pela excelência e importância dos trabalhos desenvolvidos para a inclusão digital e social na comunidade onde atua.

Os focos do projeto CRC são capacitação de jovens para o mercado de trabalho e o recondicionamento de computadores, bem como a viabilização de equipamentos de informática em condições de uso para telecentros, bibliotecas e escolas públicas.

Fonte: Portal Brasil e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.