Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Planejamento prorroga inscrições de prêmio de sustentabilidade

Notícias

Planejamento prorroga inscrições de prêmio de sustentabilidade

publicado: 20/12/2011 18h21 última modificação: 20/04/2016 09h57

Brasília, 20/12/2011 –As inscrições para o Prêmio Equipe Sustentável e Edital Sustentável foram prorrogadas até o dia 31 de julho de 2012. O objetivo do certame organizado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) é identificar e valorizar boas práticas da administração pública em relação às licitações verdes e compartilhar experiências que podem servir de referência para outras instituições.

Podem participar órgãos e entidades da administração direta, autárquica e fundacional da União, estados, Distrito Federal e municípios. O prêmio está dividido em duas categorias: equipe sustentável, para contratos nas modalidades pregão, concorrência e tomada de preço; e edital sustentável, onde podem concorrer editais por meio de intenção de registro de preço ou de sistema de registro de preço. Para se inscrever, é necessário o preenchimento de um formulário na página virtual do concurso.

Para o secretário de logística e tecnologia da informação, Delfino Natal de Souza, o governo federal deve usar o seu poder de compra para incentivar a cultura da sustentabilidade na sociedade brasileira. “O Estado deve estimular a preservação do meio ambiente por meio da aquisição de produtos fabricados sem agressões à natureza”, afirma Souza.

Investir em contratações sustentáveis é uma iniciativa do governo federal para valorizar a compra de produtos que consideram critérios ambientais, econômicos e sociais em todas as etapas de sua fabricação. Dessa maneira, a administração pública federal transforma suas aquisições em instrumentos de proteção da natureza.

Premiação - A escolha dos vencedores será feita por uma comissão de especialistas. Em cada categoria serão selecionadas as três melhores experiências. Os órgãos vencedores receberão prêmios entre cinco e quinze mil reais.

Para a escolha dos melhores trabalhos, a comissão levará em conta critérios como qualidade técnica do edital, especificação do material, valor total da aquisição, tempo de conclusão da licitação, impacto da contratação para a administração, inovação, eficácia da prática para a redução de gastos, desenvolvimento econômico, social e proteção do meio ambiente.

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.