Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Planejamento debate segurança digital no Brasil

Notícias

Planejamento debate segurança digital no Brasil

Integração de atores é desafio para avançar no tema

publicado: 05/08/2015 01h00 última modificação: 17/05/2016 15h07

Como os órgãos públicos podem aumentar a segurança dos dados governamentais que tramitam via internet? Quais são as barreiras e impasses que a economia digital encontra? Estas questões motivaram uma mesa redonda realizada no auditório da Confederação Nacional da Indústria (CNI), na manhã desta quarta-feira (5). A discussão foi realizada no evento ‘Desafios para um Brasil Digital Seguro’, promovido em parceria pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), a Embaixada da Alemanha no Brasil e a subsidiária nacional da empresa alemã SAP, especializada em softwares empresariais.

De acordo com o secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), Cristiano Heckert, a integração entre os diversos atores que lidam cotidianamente com segurança da informação é o principal desafio no momento. “A modernização da máquina pública passa necessariamente por questões de cibersegurança, conhecimento e registro das ações governamentais. Tudo isso envolve diversos atores” relatou.

Uma das alternativas do MP para o compartilhamento das informações intragoverno é o Portal do Software Público Brasileiro (SPB), página que reúne softwares e soluções de informática desenvolvidas ou cedidas gratuitamente para organizações públicas. A padronização dos meios cibernéticos também é assunto de duas outras iniciativas do ministério, a definição dos padrões de interoperabilidade e o barramento eletrônico. Ambas as iniciativas são de disseminações de modelos que possam facilitar e instituir os meios digitais entre os órgãos da Administração Pública Federal. “Acredito que a integração é o primeiro passo para falarmos em disseminação e segurança”, afirmou Heckert.

O evento teve o objetivo de apresentar uma visão geral do cenário digital e da segurança cibernética no Brasil e no mundo, além de discutir as principais ameaças e as maneiras de enfrentá-la.

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.