Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Planejamento apresenta Estratégia de Governança Digital em debate de TI

Notícias

Planejamento apresenta Estratégia de Governança Digital em debate de TI

Cenário atual de TI e perspectivas para 2016 também foram temas no evento

publicado: 24/11/2015 03h00 última modificação: 20/04/2016 11h02

Servidores públicos conheceram hoje (24) a proposta do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) para implantar uma Estratégia de Governança Digital (EGD) no governo federal. Reunidos no VI Encontro de Governanças de Tecnologia da Informação (TI) do Ministério da Integração Nacional (MIN) e Órgãos Vinculados, os participantes assistiram a palestra do secretário de Logística e Tecnologia da Informação do MP, Cristiano Heckert. O evento foi voltado para os 224 órgãos integrantes do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP).

Ao apresentar a EGD, Heckert falou sobre os três pilares do documento, que tratam do acesso à informação, promoção de melhores serviços governamentais e ampliação da participação social em políticas públicas. O documento orientará as ações da TI governamental nos próximos quatro anos.

O secretário ressaltou também a necessidade de mudanças e adaptações ao atual cenário, em que a tecnologia possibilita transformações positivas dentro da gestão pública. Destacou ainda a importância do compartilhamento de informações das instituições públicas entre si e com os cidadãos. “Precisamos evoluir para um novo paradigma, em que o Estado esteja disponível à sociedade por meio da internet”, ressalta.

Vinícius Lopes, servidor da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), acredita que a tecnologia é uma ferramenta de aproximação entre o governo e a sociedade. “Se usada de forma correta, a tecnologia pode ser muito eficaz na administração pública”, afirma.

O trabalho para a construção da EGD começou no início deste ano. Para elaborar o documento, SLTI realizou um seminário, três oficinas e abriu consulta pública no Portal da Participação Social (Participa.br) para receber sugestões de gestores, servidores, academia e sociedade em geral. A estratégia será lançada até o fim deste ano.

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.