Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Planejamento abre consulta pública sobre arquitetura da informação

Notícias

Planejamento abre consulta pública sobre arquitetura da informação

A consulta pública trata do Framework de Arquitetura Corporativa para Interoperabilidade no Apoio à Governança (FACIN)

publicado: 02/03/2016 02h00 última modificação: 20/04/2016 10h57

Para promover um Governo Conectado e disponibilizar serviços inovadores e de qualidade aos cidadãos, governos, empresas e organizações, a Secretaria de Tecnologia da Informação, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (STI/MP) abriu consulta pública, que vai até o dia 20 de maio de 2016, sobre o Framework de Arquitetura Corporativa para Interoperabilidade no Apoio à Governança (FACIN).

Por meio do estabelecimento da Arquitetura Corporativa e de padrões de interoperabilidade, o FACIN apoiará a colaboração entre as organizações do Governo Federal, melhorando a eficiência dos serviços de governo digital para a sociedade.

Organizações nacionais e internacionais disciplinadoras dos diversos padrões relacionados ao Segmento Áreas de Integração para o Governo Eletrônico participaram da construção da consulta. O documento considerou a necessidade de promover uma melhoria constante na governança de dados, processos, tecnologia e organizações.

“Esta consulta vem num momento importante, de reorganização administrativa, momento em que trabalhamos para desburocratizar os serviços públicos a fim de atender ao cidadão da melhor forma. Para que isso aconteça no âmbito de toda administração é preciso fazer com que os bancos de dados conversem entre si”, afirmou o secretário de Tecnologia da Informação, Cristiano Heckert.

O secretário frisou ainda que a consulta pública é um importante instrumento de participação social e de aproximar a STI do cidadão que deseja participar desta construção. “A Consulta é aberta a participação da sociedade, podendo os cidadãos, governos, empresas e organizações fazerem suas contribuições no ambiente do Participa.br”, finalizou.

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.