Você está aqui: Página Inicial > Notícias > NIC.br debate segurança e redes na 8ª edição da Campus Party Brasil

Notícias

NIC.br debate segurança e redes na 8ª edição da Campus Party Brasil

Palestras, oficinas, desafios e quiz educativo fazem parte da programação

publicado: 29/01/2015 03h00 última modificação: 27/07/2016 16h43

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), entidade que implementa as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), integra a programação da 8ª Campus Party Brasil (#CPBR8) com atividades diversificadas que englobam palestras, oficinas, desafios e um quiz educativo. Este ano, o evento celebra o 150º aniversário do livro “Da Terra à Lua”, de Júlio Verne, e acontecerá de 03 a 08 de fevereiro, no São Paulo Expo (antigo Centro de Exposições Imigrantes, localizado no bairro da Água Funda).

O tema “Segurança e Redes” norteará as discussões do palco Netuno com uma programação elaborada sob a curadoria do NIC.br. A Campus Party, que conta com o apoio da organização desde 2009, abrigará ainda um estande em que campuseiros poderão conhecer o trabalho desenvolvido pelo NIC.br, participar de um quiz educativo sobre temas relacionados à Internet e concorrer a prêmios. Os profissionais do NIC.br participarão também de atividades da Campus Experience, espaço localizado na área aberta ao público.

Programação
A palestra de abertura do palco Netuno, no dia 04/02, está sob a responsabilidade de Ricardo Patara, gerente de recursos de numeração do NIC.br, que a partir das 10h30 vai explicar de forma simples como a Internet funciona. O especialista vai esclarecer, por exemplo, como as diferentes redes se comunicam, o que é o IP (Internet Protocol), qual a importância dos padrões, entre outros assuntos. Patara repetirá a apresentação às 13h, no Campus Experience.  

No dia seguinte 05/02, às 14h30, a equipe do Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br) promoverá uma sessão de perguntas e respostas em que os campuseiros poderão tirar todas as dúvidas a respeito do trabalho desenvolvido pelo grupo. Além de detalhar a operação dos Grupos de Resposta a Incidentes de Segurança em Computadores (CSIRTs), os membros do CERT.br fornecerão dicas de como se proteger dos principais ataques e fraudes na Internet e também compartilharão as boas práticas para melhorar o cenário atual de incidentes de segurança na Internet. Quem segue o NIC.br no Twitter poderá enviar perguntas por meio do @ComuNICbr.

Na sequência, às 15h30, acontecerá a Oficina e Desafio Forense com Renato Otranto Jr., analista de incidentes do CERT.br. Na ocasião, serão apresentadas algumas das principais técnicas e ferramentas de forense computacional aplicadas em incidentes de segurança e os participantes terão oportunidade de colocá-las em prática no desafio de descobrir como uma máquina foi comprometida. O vencedor ganhará um Kindle Paperwhite.

A programação do dia 06/02 terá início às 10h30 com a palestra “Conhecendo a importância da qualidade da Internet para os jogos e como foi o ano de 2014 para os jogadores”. Fabrício Tamusiunas, gerente de projetos do NIC.br, vai mostrar a importância da vazão, jitter, latência e perda de pacotes para jogos online, além de analisar os serviços que necessitam de uma Internet de boa qualidade, como o Playstation Now.  

No período da tarde, às 14h30, Cassio Vecchiatti, conselheiro do CGI.br, se reunirá com Marcus Grando, Evandro Varonil e Eduardo Neger para debater o “Empreendedorismo na Internet e Redes”. Os convidados são empreendedores com experiências diversas. Ainda no dia 06/02, às 15h, o gerente de projetos e desenvolvimento do NIC.br, Antonio M. Moreiras, fará uma apresentação na Campus Experience sobre os desafios da Internet das Coisas (IoT).

O tema terá continuidade no último dia da CPBR8 (07/02), às 11h45, com a apresentação de Reinaldo Ferraz, especialista em desenvolvimento Web do W3C Brasil, que explicará porque a Web é a plataforma ideal para a IoT. Reinaldo vai destacar a importância da padronização, sua interface e protocolos, que devem ser debatidos tanto com empresas quanto com desenvolvedores. “Uma breve história da medição do tempo e o segundo extra (leap second) que teremos em 2015”, serão temas da palestra de Alexandre Harano, analista de projetos do NIC.br, e Daniel Quaresma, do Observatório Nacional, agendada para 14h30.

O Desafio IPv6, às 15h30, encerra a participação do NIC.br no evento. Será uma atividade prática para estudantes e técnicos em computação e redes, que terão a oportunidade de aprender sobre IPv6 e tirar a certificação gratuita online da Hurricane Electric (www.he.net). Na ocasião, haverá brindes para os vencedores das diferentes etapas da certificação.

A programação do palco Netuno conta ainda com palestras sobre as ameaças avançadas persistentes (APTs - Advanced Persistent Threats) no panorama atual da cibersegurança, segurança em desenvolvimento de software, os desafios para garantir direitos, resolver disputas, julgar e punir crimes associados à Internet, fim da privacidade com o reconhecimento facial, entre outros temas. Para conferir a grade completa de palestras e oficinas organizada pelo NIC.br para a 8ª Campus Party Brasil, acesse http://beta.campus-party.org/ediciones/brasil/conteudos/agenda/.

Para conhecer a programação completa do evento, visite o site oficial: http://beta.campus-party.org/ediciones/brasil/.

Acompanhe as novidades do evento no Twitter e Facebook pela hashtag: #CPBR8

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br
O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que implementa as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil. São atividades permanentes do NIC.br coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — CEPTRO.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — CETIC.br (http://www.cetic.br/) e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br
O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios de multilateralidade, transparência e democracia, o CGI.br representa um modelo de governança multissetorial da Internet com efetiva participação de todos os setores da sociedade nas suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações em http://www.cgi.br/.

Fonte: http://www.nic.br/.