Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ministério da Saúde é o órgão que mais realiza transferências pelo Siconv

Notícias

Ministério da Saúde é o órgão que mais realiza transferências pelo Siconv

Cerca de 18% das convênios realizados em 2012 foram efetuadas pelo ministério

publicado: 17/01/2013 03h00 última modificação: 25/07/2016 15h56

Brasília, 17/01/2013 - Construção de hospitais e produção de vacinas contra difteria, tétano, coqueluche e hepatite B. Segundo dados extraídos do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (Siconv), estas foram algumas das ações realizadas pelo Ministério da Saúde (MS) por meio de transferências voluntárias em 2012.

O ministério foi o órgão da administração pública federal responsável pelo maior quantitativo de convênios, contratos de repasse e termos de parceria feitos no último ano. Cerca de 18% das 10.826 transferências voluntárias executadas em 2012 foram efetuadas pelo MS, que repassou cerca de R$ 2 bilhões para estados, municípios, Distrito Federal e entidades privadas sem fins lucrativos pelo Siconv.

Ministério da Saúde é o órgão que mais realiza transferências pelo Siconv

A construção do Hospital Materno Infantil de Serra (ES), município com cerca de 410 mil habitantes e localizado a 28 km da capital Vitória, está sendo custeada com recursos de transferências voluntárias da União. Os dados do Siconv demonstram que 56% dos recursos previstos para a execução da obra, cujo custo será de R$ 45 milhões, já foram repassados.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Serra, o novo prefeito deve vir a Brasília ainda este mês para debater com o Ministério da Saúde a construção do hospital.

Um outro exemplo prático está na adequação dos processos produtivos das vacinas contra difteria, tétano, coqueluche e hepatite B às normas de boas práticas de fabricação pela Anvisa. O repasse deste convênio foi da ordem de R$ 20 milhões e 100% do recurso foi transferido e está disponível para a utilização do ente.

O Siconv é uma ferramenta eletrônica que reúne e processa informações sobre as transferências voluntárias da União para estados, Distrito Federal, municípios e entidades privadas sem fins lucrativos. Esse repasse acontece por meio de contratos de repasse, termos de parceria e convênios destinados à execução de programas, projetos e ações de interesse comum.

O secretário de logística e tecnologia da informação, Delfino Natal de Souza, explica que a utilização do Siconv contribui para a desburocratização da máquina pública e viabiliza também investimentos para a educação, infraestrutura, emprego e outros setores que atendem diretamente a população. “O Siconv é um sistema novo, criado em 2008, que alcançou uma grande maturidade em poucos anos. A sua utilização traz mais agilidade, transparência e qualificação da gestão das transferências voluntárias”, complementa.

Água para Todos
O Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Água (Água para Todos), do Ministério da Integração Nacional, integra o Plano Brasil sem Miséria e pretende levar, até 2014, água para 750 mil famílias do semiárido brasileiro. Por meio de transferências voluntárias da União feitas em 2012, o programa repassou R$ 23,5 milhões para a construção de cisternas em diversos municípios da Bahia e também para a recuperação e ampliação de pequenas barragens em comunidades rurais de Pernambuco.

No total, o Ministério da Integração Nacional realizou 426 convênios, contratos de repasse e termos de parceria no último ano. O valor dessas transferências voluntárias foi de R$ 1,6 bilhão, o que o coloca em segundo lugar entre os órgãos que mais transmitiram recursos por meio do Siconv.

Leia mais:

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão