Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Mais de cem órgãos públicos participam de compra conjunta de equipamentos de informática

Notícias

Mais de cem órgãos públicos participam de compra conjunta de equipamentos de informática

Pregão eletrônico será realizado em 19 de dezembro. Ao comprar mais itens de uma vez o governo ganha em escala e o preço final da aquisição é menor.

publicado: 13/12/2016 09h22 última modificação: 13/12/2016 09h22

Mais de cem órgãos públicos participarão de uma compra conjunta organizada pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) para adquirir equipamentos de informática. A Intenção de Registro de Preço (IRP), que será realizada no dia 19 de dezembro, trata da aquisição de desktops, monitores e notebooks. O valor estimado para a contratação de 106.977 itens é de R$ 240 milhões.

“Substituir estes dispositivos é uma demanda antiga dos órgãos, iniciado ainda em 2014. A compra conjunta de equipamentos gera uma economia processual, pois não será necessário realizar 119 licitações e também gera uma redução dos custos da administração pública”, explica Marcelo Pagotti, secretário de Tecnologia da Informação do MP. De acordo com o secretário, ao comprar mais itens de uma vez o governo ganha em escala, o preço final da aquisição é menor e esta é a principal vantagem da compra conjunta.

Outro benefício direto da aquisição está na melhor prestação de serviços públicos. “Os novos equipamentos impactarão no trabalho dos servidores, no atendimento ao cidadão e, desta forma, em melhores serviços governamentais”, defende Pagotti.

A maior parte dos órgãos federais participantes são de Brasília. Entre eles estão o próprio MP e também os ministérios da Justiça e Cidadania; e Indústria, Comércio Exterior e Serviços; Advocacia-Geral da União (AGU); e Defensoria Pública da União. Outros órgãos ou entidades públicas poderão fazer a adesão à Ata de Registro de Preço que será criada após o processo. “A vantagem é que órgãos estaduais e municipais também poderão ser beneficiados por esta compra conjunta”, disse Pagotti.

O pregão eletrônico pode ser acompanhado por todos os cidadãos no Portal de Compras Governamentais