Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Governo reduz 62% o gasto com diárias em abril

Notícias

Governo reduz 62% o gasto com diárias em abril

publicado: 13/05/2011 16h33 última modificação: 20/04/2016 09h45

Brasília, 12/5/2011 - Pelo terceiro mês consecutivo, o Governo Federal registra redução nas despesas com diárias e passagens aéreas utilizadas pelos servidores da Administração Pública Federal que se deslocam a serviço. Na comparação entre os meses de abril de 2010 e o deste ano, o resultado dos gastos com diárias foi 62% menor --ou seja, R$ 82,51 milhões contra R$ 31,73 milhões. O acumulado do primeiro quadrimestre de cada ano também apresenta queda de 44%, saindo de R$ 213,16 milhões para R$ 119,43 milhões.

O desembolso com a emissão de bilhetes aéreos nacionais e internacionais entre os dois meses de cada ano segue a mesma tendência, com uma diferença de 42% a menos, de R$ 51,63 milhões para R$ 29,95 milhões. O acumulado de janeiro a abril de 2010 e de 2011 sofreu redução de 27%, caindo de R$ 117,43 milhões para R$ 86 milhões.

Os números são do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) e estarão disponíveis no portal Comprasnet na próxima semana. Os dados foram extraídos pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento (SLTI/MP) e vão compor o informativo de abril.

Para o titular da secretaria, Delfino de Souza, esse panorama reflete determinações do Decreto 7.446/2011, que estabeleceu limites para os órgãos públicos no empenho de despesas com diárias, passagens e locomoção do funcionalismo, a partir de março. “A diminuição desses gastos contribui para o ajuste das contas públicas deste ano anunciado pelo governo”, completa.

Diárias e passagens são rubricas de despesas de custeio do executivo federal, que compreendem os órgãos da administração direta, autárquica e fundacional em todo o país. Não estão incluídas neste levantamento as entidades da administração indireta, como empresas públicas e sociedades de economia mista. Os valores referem-se aos créditos empenhados liquidados, que são os serviços já entregues pelo fornecedor.