Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Governo inicia diálogo sobre o uso de Computação em Nuvem

Notícias

Governo inicia diálogo sobre o uso de Computação em Nuvem

Debate com os órgãos do Sisp baseará orientações para a aquisição de soluções

publicado: 13/11/2015 03h00 última modificação: 20/04/2016 11h06

Na abertura do 1º Painel de Computação em Nuvem do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), o secretário de Logística e Tecnologia da Informação, Cristiano Heckert, ressaltou a importância da abertura de um diálogo entre os órgãos e os fornecedores em busca de soluções que tenham validade para as 224 entidades integrantes do Sistema de Administração de Recursos de Tecnologia da Informação (Sisp). Reunidos hoje (13) no auditório do ministério, cerca de 100 gestores e profissionais da área de tecnologia assistiram a palestras de empresas públicas e privadas sobre o tema.

computacao_nuvem

“Queremos conhecer as diversas soluções do ponto de vista tecnológico e de modelos de negócio para que possamos avançar de forma segura na construção de orientações que nos levem a aumentar a eficiência do investimento que o governo federal em TIC”, afirmou Heckert. Para o secretário, é preciso construir a política de forma integrada com toda a Administração Pública Federal (APF).

O Sisp é a estrutura usada pelo governo federal para a organização do planejamento, coordenação, descentralização, delegação de competência e controle da área de Tecnologia da Informação e das Comunicações (TIC) na administração direta, autárquica e fundacional. A Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do MP é o órgão central do sistema.

Para Artur Coimbra, diretor do departamento de Banda Larga do Ministério das Comunicações (Minicom), é importante que o governo trabalhe também em setores que dão suporte ao serviço. “A computação em nuvem será popular quanto mais preparado estiver o país no segmento de data centers e de conectividade em banda larga”, afirma. Durante sua fala na mesa de abertura, Coimbra citou iniciativas do Minicom para que a computação em nuvem seja oferecida com qualidade para os brasileiros, como o Regime de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga e a parceria do ministério com o Parque Tecnológico de Itaipu, em Foz do Iguaçu.

Os participantes assistiram a palestras de empresas públicas como o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev), e também de instituições privadas, como a Microsoft, UOL/Diveo, Oi e Equinix.

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.