Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Governo faz primeira compra compartilhada de computadores

Notícias

Governo faz primeira compra compartilhada de computadores

publicado: 10/06/2011 15h52 última modificação: 20/04/2016 09h49

Brasília, 10/6/2011 - O Governo Federal vai realizar a primeira licitação conjunta para a compra de computadores e notebooks que serão destinados a órgãos da administração pública em todo o país. Até o momento, mais de 20 órgãos já confirmaram participação nesse processo, como ministérios, unidades da Presidência da República, universidades e empresas públicas.

Levantamento da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento (SLTI/MP) mostra que, se o pregão eletrônico fosse realizado hoje, a aquisição chegaria a 38 mil máquinas. “Esta quantidade certamente vai aumentar com a adesão de outras entidades que estão ainda finalizando os seus pedidos”, diz o secretário Delfino de Souza.

O assunto será debatido nesta sexta-feira, às 14h, por técnicos, fabricantes e outros setores da sociedade, durante audiência pública no auditório do MP. O objetivo é ouvir o cidadão e especialistas do mercado sobre a compra e ampliar a transparência do processo licitatório.

Economia - A grande vantagem para o governo nesse modelo de concorrência é o tamanho da economia conquistada. Quanto mais órgãos participarem, maior será o volume de produtos comercializados, o que levará também a uma redução maior do preço. Exemplo dessa prática compartilhada são os pregões feitos neste ano para contratação de serviços de telefonia fixa e móvel, para 30 órgãos da administração federal, em que os valores finais possibilitaram economia de R$ 33,74 milhões para os cofres públicos.

Agora, o governo quer repetir o mesmo sucesso. “Para isso, pedimos aos gestores que fazem parte da administração direta e indireta que formalizem as suas demandas antes de realizarmos o pregão, pois assim teremos mais chance de conseguir preços ainda melhores”, reforça o secretário. A licitação deve ser disputada no final de agosto.

Segundo Delfino, o certame será dividido em dois lotes: o primeiro para aquisição de computadores padrão (mais comum) e avançado (mais completo), e o segundo grupo para notebooks padrão (para qualquer finalidade). As especificações técnicas dos equipamentos foram discutidas em maio, após reuniões de um grupo de trabalho da SLTI criado para esse fim com fornecedores de hardwares. Foram ouvidas as empresas Lenovo, Intel, AMD, Itautec, HP, CCE, Dell e Positivo.

A população também pode enviar sugestões sobre essa compra até o dia 17 desse mês, por meio da consulta pública, aberta no site do Governo Eletrônico.