Você está aqui: Página Inicial > Notícias > "Estrada para o Futuro” abre inscrições para segunda edição

Notícias

"Estrada para o Futuro” abre inscrições para segunda edição

publicado: 19/06/2012 12h39 última modificação: 30/08/2016 16h52

Brasília, 19/06/12 – Aprimorar a gestão municipal em temas como Tecnologia da Informação (TI), agricultura, inclusão digital, software público e banda larga.

Este é o objetivo do II Estrada para o Futuro – Circuito Zona Sul, evento a ser realizado entre dias 28 e 29 de Junho, na Universidade Federal do Pampa (Unipampa), no campus universitário localizado na cidade de Jaguarão (RS).

 

Convite do evento estrada para o futuro de 2012.

Folder do Evento

Gestores municipais, servidores públicos, empresários, professores e estudantes são esperados para participar das oficinas e assistir a palestras e conferências sobre diversos temas, como a utilização do software público e o Sistema de Convênios do Governo Federal (Siconv), por exemplo.

A programação completa do evento está disponível no Portal do Software Público Brasileiro (SPB). Para se inscrever é necessário estar cadastrado no portal e preencher o formulário disponível no portal.

Dúvidas podem ser tiradas por meio do seguinte endereço eletrônico:4cmbr@softwarepublico.gov.br.

A organização desta segunda edição do Estrada para o Futuro é do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) em parceria com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul e a Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul).

Gestão municipal

A Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI)incentiva a modernização da gestão municipal por meio de soluções públicas disponibilizadas no SPB. O uso desses aplicativos pode ser útil aos órgãos públicos e à sociedade ao proporcionar aumento da eficiência na gestão e redução de custos com a compra de softwares licenciados.

Entre as aplicações disponíveis no ambiente virtual, 11 são exclusivas para modernizar a gestão municipal. Além de oferecer as soluções públicas, a SLTI também estimula a troca de experiências entre os gestores das cidades brasileiras. Um exemplo disso está no software e-cidade, cuja comunidade no sítio brasileiro possui mais de oito mil membros.

O portal conta atualmente com 130 mil usuários, 58 aplicativos livres e cerca de 550 prestadores de serviços atuantes.

Fonte: http://www.planejamento.gov.br