Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Estados e municípios participam de encontro de dados abertos

Notícias

Estados e municípios participam de encontro de dados abertos

Debate tem o objetivo de incentivar a abertura de dados de governos locais

publicado: 07/11/2013 03h00 última modificação: 17/05/2016 09h45

Brasília, 07/11/13 - Representantes dos governos estaduais de Alagoas, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e também de municípios como Recife e São Paulo irão apresentar as suas experiências durante o 2º Encontro Nacional de Dados Abertos. A proposta é incentivar que outros entes da federação divulguem os seus dados de maneira aberta. O evento será realizado pelo Ministério do Planejamento (MP) em parceria com o Escritório Brasileiro do Consórcio World Wide Web (W3C Brasil) entre os dias 21 e 22 de novembro, em Brasília.

Loreni Foresti, secretária de Logística e Tecnologia da Informação, defende que a abertura dos dados governamentais de estados e municípios pode trazer ganhos para áreas como transporte urbano, segurança pública e turismo. "Durante o encontro, vamos ter um painel somente para debater estes temas. É importante que outros entes da federação conheçam a política e participem de forma ativa", explica.

Já a empreendedora pública do Escritório de Prioridades Estratégicas do Governo de Minas, Raquel Campos, explica que antes de abrir os dados governamentais é necessário ter um entendimento interno do que significa esta política e de como o seu incentivo pode ser positivo para a sociedade civil e também para o próprio governo. "Com desenvolvedores acessando livremente arquivos abertos e fazendo suas próprias minerações e adaptações, os governos aprendem e podem absorver novos projetos e ideias", complementa.

Controle Social

A publicação de dados abertos incentiva o controle social sobre as ações governamentais.  Esta é a opinião de Juliana Foernges, subchefe de ética, controle público e transparência na Casa Civil do Rio Grande do Sul. "Ao divulgar os dados neste formato, o governo gera um maior engajamento da sociedade na gestão pública", relata. Juliana também é chefe do Comitê Gaúcho de Dados Abertos.

Os debates desse painel serão coordenados pela professora Bernadette Lóscio, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), uma das responsáveis pela abertura dos dados governamentais da Prefeitura de Recife. Outros estados e municípios também irão apresentar suas experiências.

Os interessados em participar do 2º Encontro Nacional de Dados Abertos devem fazer a sua inscrição na página do evento até o dia 17 de novembro.

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.