Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Especialistas discutem ajustes em quadros de pessoal de Tecnologia da Informação e Comunicação

Notícias

Especialistas discutem ajustes em quadros de pessoal de Tecnologia da Informação e Comunicação

Encontro reuniu representantes de nove órgãos da administração pública

publicado: 20/10/2015 02h00 última modificação: 20/04/2016 11h09

Resultado de um processo colaborativo, a Metodologia de Quantificação de Pessoal de Tecnologia da Informação foi objeto do encontro que reuniu especialistas de órgãos e entidades integrantes do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP), nesta segunda (19), na Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

“Dimensionar e ajustar os quadros de pessoal de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e incentivar os órgãos e entidades a manterem mapeamento dos processos são alguns dos objetivos deste método”, explicou o diretor do Departamento de Gestão de Governança e Sistemas de Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (DEGSI/MP), Wagner Araújo.

Wagner afirmou ainda que o Tribunal de Contas da União (TCU) tem alertado os órgãos e entidades públicos sobre a importância da realização de estudos quantitativos e qualitativos do pessoal de TIC, por meio de acórdãos, com destaque para o 1.200/2014.

“As boas práticas foram consolidadas em um método único, que passou pela avaliação de servidores que já vivenciaram a experiência de implantação de métodos para dimensionamento de pessoal”, comentou a analista em Tecnologia de Informação do Ministério do Planejamento (MP), Daniela Baldez.

Durante o encontro, ela fez uma apresentação sobre as etapas de validação da metodologia aos participantes da oficina. “Mediram a percepção do método e se ele estava adequado à publicação do resultado e o retorno desta avaliação foi bastante positivo”, afirmou.

Participaram especialistas representantes de nove órgãos, sendo dois de controle: o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria-Geral da União (CGU).

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.