Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Debate sobre padronização e interoperabilidade dá início ao Ciclo de Conferências dos 20 anos do CGI.br

Notícias

Debate sobre padronização e interoperabilidade dá início ao Ciclo de Conferências dos 20 anos do CGI.br

Transmitido pela Internet, evento teve a participação de Steve Crocker e Liane Tarouco

publicado: 16/06/2015 01h00 última modificação: 17/05/2016 15h26

O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) iniciou as comemorações de seus 20 anos com a primeira de uma série de conferências que serão guiadas por seu decálogo de princípios para a governança e uso da Internet . Nessa quinta-feira (11), o tema “Padronização e Interoperabilidade” foi debatido por Steve Crocker, criador do instrumento Request for Comments (RFCs) e presidente do conselho da ICANN, e Liane Tarouco, ex-conselheira do CGI.br e professora da UFRGS.

Em sua apresentação, a professora Liane defendeu soluções pautadas por padrões abertos, no lugar de iniciativas particulares. "A sociedade da informação nos obriga a trabalhar com padronização, pois de outro modo não conseguiríamos a interoperação entre sistemas", ressaltou. Liane defendeu uma abordagem mais evolutiva, por considerá-la mais confiável e segura para os usuários, e lembrou que a definição dos padrões não pode obedecer apenas critérios técnicos. "Há toda uma diplomacia, um conjunto de relações pessoais e a capacidade de apresentar e defender argumentos que influenciam no processo", reforçou.

A professora Liane Tarouco destacou ainda que os padrões crescem em importância com a Internet das Coisas. "Estatísticas mostram que, hoje, já existem mais processadores eletrônicos do que pessoas no mundo. A computação de vestir é uma realidade e também isso precisa de soluções padronizadas. Em pouco tempo, estaremos todos interconectados pela Internet, seremos pessoalmente um nó na rede”, afirmou.

A conferência teve, na sequência, a participação de Steve Crocker, que comentou sobre os desafios experimentados no início da Arpanet, a primeira rede operacional de computadores e precursora da Internet. "Sabíamos que, de uma forma ou de outra, os computadores deveriam se conectar, seja para ajudar a aproximar pessoas ou por diversas outras razões", afirmou. No início da Arpanet, segundo Crocker, não existiam orientações específicas sobre como conectar as redes, que serviços incluir, quais protocolos seriam usados. Isso motivou a criação das RFCs como repositórios das discussões sobre todos os temas, que foi comentada na apresentação.

O CGI.br, que implementa um modelo de governança multissetorial e pluri participativo, em que todos os setores da sociedade participam de forma equânime de suas decisões, também foi elogiado por Crocker. Em sua opinião, outros países devem continuar se espelhando no exemplo brasileiro, que serve de fonte de inspiração para a ICANN.

Próxima conferência

O CGI.br realizará ao longo do ano um Ciclo de Conferências com a participação de cientistas, pensadores, inventores, ativistas e personalidades da Internet. O segundo encontro será realizado em 02 de julho e terá o tema “Liberdade, Privacidade e Direitos Humanos”, com a presença de Frank la Rue, advogado e ex-relator especial da ONU para o direito à liberdade de expressão e opinião, e o jornalista e escritor James Bamford, conhecido pelo trabalho investigativo sobre órgãos de inteligência dos EUA, especialmente a Agência de Segurança Nacional (NSA).

As demais conferências acontecerão até dezembro em paralelo a eventos realizados pelo CGI.br e pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), a exemplo do V Fórum da Internet do Brasil, o IV Fórum Brasileiro de CSIRTs, o V Seminário de Proteção à Privacidade, a Conferência Web.br, dentre outros, visando com isso, que a comunidade integre as comemorações.

Todas as conferências serão transmitidas pela Internet. Os eventos também serão gravados e disponibilizados posteriormente na Web. O CGI.br lançou ainda um sítio comemorativo , que além de apresentar sua trajetória, tem depoimentos de pessoas que contribuem para o desenvolvimento local e global da Internet – a exemplo de Vint Cerf , um dos criadores do TCP/IP e vice-presidente de evangelização do Google.

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br
O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br ( http://www.nic.br/ ) é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que implementa as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil. São atividades permanentes do NIC.br coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br ( http://www.registro.br/ ), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br ( http://www.cert.br/ ), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — Ceptro.br ( http://www.ceptro.br/ ), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — Cetic.br ( http://www.cetic.br/ ), fomentar e impulsionar a evolução da Web no Brasil — Ceweb.br ( http://www.ceweb.br/ ) e abrigar o escritório do W3C no Brasil ( http://www.w3c.br/ ).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br
O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios do multissetorialismo e transparência, o CGI.br implementa um modelo de governança da Internet democrático, elogiado internacionalmente, em que todos os setores da sociedade são partícipes de forma equânime de suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet ( http://www.cgi.br/principios ). Mais informações em http://www.cgi.br/ .

Contatos para a Imprensa:

S2Publicom
http://www.s2publicom.com.br
Twitter / Facebook / Youtube: S2publicom PABX: (11) 3027-0200 / 3531-4950
Daniela Marques - daniela.marques@s2publicom.com.br - (11) 3027-0215
Carolina Carvalho - carolina.carvalho@s2publicom.com.br- (11) 3027-0226

Assessoria de Comunicação - NIC.br

Caroline D’Avo – Assessora de Comunicação – caroline@nic.br

Everton Teles Rodrigues – Coordenador de Comunicação – everton@nic.br

Flickr: http://www.flickr.com/NICbr/

Twitter: http://www.twitter.com/comuNICbr/

YouTube: http://www.youtube.com/nicbrvideos

Facebook: https://www.facebook.com/nic.br

 

Fonte: NIC.br.