Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Concurso de aplicativos e jogos vai dar R$ 4,5 milhões em prêmios

Notícias

Concurso de aplicativos e jogos vai dar R$ 4,5 milhões em prêmios

INOVApps vai selecionar 50 aplicações de interesse público para dispositivos móveis e smartTVs

publicado: 08/08/2014 01h00 última modificação: 24/06/2016 09h00

Edital publicado nesta terça-feira pelo Ministério das Comunicações lança o regulamento do Concurso de Aplicativos e Jogos Eletrônicos InovApps, que vai selecionar 50 projetos inéditos e originais de aplicativos e jogos de interesse público ("serious games", com conteúdo ligado a educação e saúde, por exemplo), com prêmios totalizando investimentos de R$ 4,5 milhões.

Podem-se inscrever pessoas físicas e empresas do ramo estabelecidas no Brasil. O prazo para as inscrições termina em 19 de setembro e a cerimônia de premiação está prevista para o próximo dia 14 de novembro.

O INOVApps é uma parceria com o Centro de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CDT) da Universidade de Brasília. O concurso integra a Política Nacional de Conteúdos Digitais Criativos, que o MiniCom vem desenvolvendo ao lado de diversos órgãos municipais, estaduais e federais para expandir e fortalecer os segmentos produtores destes conteúdos no País. O objetivo é fomentar a criação de pequenas, médias e grandes empresas do setor, promovendo a integração do audiovisual com os setores relacionados a tecnologias e difusão das plataformas virtuais de distribuição.

"Atualmente, o Brasil conta com uma representação mínima no mercado internacional de conteúdos digitais criativos. O desenvolvimento de jogos e apps não tem acompanhado a demanda do mercado brasileiro – que é o quarto consumidor desse segmento, movimentando R$ 850 milhões por ano. Então, o principal objetivo do ministério é colocar o país no mapa mundial da produção desse setor", afirma o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

De acordo com o ministro, "temos muitos talentos reconhecidos nessa área que estão trabalhando lá fora e que poderiam estar sendo valorizados por aqui. Gerar produtos próprios faz muita diferença tanto para a cultura quanto para a economia do país".

Para o secretário-executivo substituto do MiniCom, James Görgen, o concurso é um complemento à política de desoneração dos smartphones, ao contribuir para o aumento na oferta de apps e jogos a serem embarcados nos aparelhos. "A ideia do ministério é incorporar nesse pacote os 50 apps e jogos que vamos financiar por meio desse edital", destaca.

Durante dois anos, a primeira versão dos jogos e apps selecionados ficarão sob propriedade do MiniCom, que irá distribui-los gratuitamente. Nesse período, os desenvolvedores terão a obrigação de entregar ao Ministério as atualizações da versão gratuita, mas, paralelamente, poderão lançar suas versões comerciais dos aplicativos.

Plataformas

Os projetos de apps e jogos sérios para dispositivos móveis e TVs digitais conectadas submetidos à seleção do INOVApps devem ser compatíveis com pelo menos uma das seguintes plataformas: Android, Blackberry, iOS, HTML5, Middleware Ginga e Windows Phone.

Além disso, os projetos selecionados terão de ser concluídos num prazo máximo de 120 dias, contados a partir da data de depósito da primeira parcela da premiação. Para a inscrição de projetos, o proponente deve baixar formulário de submissão de propostas na página do MiniCom.

Temas

As propostas deverão se enquadrar em um dos nove temas relacionados no edital:

  • Direitos e defesa do consumidor;
  • Educação / Ensino;
  • Saúde;
  • Mobilidade Urbana;
  • Segurança Pública;
  • Turismo e Grandes Eventos;
  • Gestão colaborativa de utilidade pública;
  • Tratamento de indicadores de políticas públicas (dados abertos);
  • Difusão de campanhas de utilidade pública.

Fonte: Ministério das Comunicações.