Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Compras sustentáveis têm crescimento de 219% no primeiro semestre de 2012

Notícias

Compras sustentáveis têm crescimento de 219% no primeiro semestre de 2012

publicado: 27/07/2012 09h52 última modificação: 20/04/2016 10h18

Brasília, 27/7/2012 – As compras públicas sustentáveis tiveram um crescimento de 219% nos seis primeiros meses de 2012, quando comparadas ao mesmo período do ano passado. Neste ano, estas compras movimentaram R$ 18,3 milhões contra os R$ 5,73 milhões de 2011. Se confrontarmos as aquisições feitas neste primeiro semestre com as realizadas em 2010, ano da implantação da política governamental, o aumento foi de 358%.

As informações foram extraídas pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) do Portal de Compras do Governo Federal (Comprasnet) e contemplam informações de órgãos da administração direta, autárquica e fundacional.

O secretário de logística e tecnologia da informação, Delfino Natal de Souza, acredita que   a tendência de crescimento continuará, principalmente por causa do Decreto nº 7.746, de junho de 2012, cujo objetivo foi ampliar e consolidar o Programa de Contratações Sustentáveis. “A partir de agora, os órgãos públicos devem seguir as diretrizes de sustentabilidade determinadas pelo decreto”, ressalta.

Gráfico da evolução das licitações sustentáveis em comparação com não sustentáveis (Fonte: Comprasnet, 2012)

O pregão eletrônico foi a modalidade de licitação mais utilizada pela administração pública federal para adquirir bens e serviços sustentáveis. Em 2012, essa modalidade respondeu por 99,9% destas aquisições. Por meio do pregão, foram movimentados R$ 18,29 milhões.

Entre os produtos sustentáveis mais adquiridos estão os equipamentos de informática, como computadores de mesa, que representaram 55% das compras, cerca de R$ 10,1 milhões. Os computadores portáteis também tiveram uma grande representatividade, com 15%. Pelo levantamento, podemos destacar, ainda, a compra de papel A4, que apresentou um gasto de R$ 2,2 milhões (12%).

O Ministério da Justiça e o Ministério da Educação responderam por 77% das contratações sustentáveis do governo federal. Esses órgãos movimentaram nessas compras R$ 11,5 milhões (63%) e R$ 2,6 milhões (14%), respectivamente.

Crescimento de fornecedores

Entre os anos de 2010 e 2012, o quantitativo de fornecedores que participaram de licitações sustentáveis cresceu 177%. A análise por porte das empresas demonstra o crescimento de fornecedores entre as Micro e Pequenas Empresas (MPEs). A evolução nos últimos três anos das MPEs que fornecem bens e serviços sustentáveis teve uma evolução de 173%. Neste ano, dos 2.090 participantes de processos licitatórios vinculados à sustentabilidade, 88% são de MPEs.

Crescimento de fornecedores

Entre os anos de 2010 e 2012, o quantitativo de fornecedores que participaram de licitações sustentáveis cresceu 177%. A análise por porte das empresas demonstra o crescimento de fornecedores entre as Micro e Pequenas Empresas (MPEs). A evolução nos últimos três anos das MPEs que fornecem bens e serviços sustentáveis teve uma evolução de 173%. Neste ano, dos 2.090 participantes de processos licitatórios vinculados à sustentabilidade, 88% são de MPEs.

Em valores monetários, as micro e pequenas empresas aumentaram significativamente a participação nessas aquisições, passando de R$ 1,5 milhão em 2010 para R$ 8,0 milhões em 2012. Esta evolução representa um crescimento de 442%.

O programa de Contratações Públicas Sustentáveis é uma iniciativa da administração pública para valorizar a compra de produtos que utilizam, em todas as etapas do ciclo de vida, critérios ambientais, econômicos e sociais. Dessa maneira, o governo federal transforma suas aquisições em instrumentos de proteção à natureza.

Total de fornecedores de licitações sustentáveis (Fonte: Comprasnet, 2012)

Fonte: Portal do Ministério do Planejamento