Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CETIC.br lança livro com pesquisa sobre o uso da Internet por crianças e adolescentes no Brasil

Notícias

CETIC.br lança livro com pesquisa sobre o uso da Internet por crianças e adolescentes no Brasil

Debate realizado durante o lançamento da publicação em São Paulo reuniu especialistas

publicado: 15/05/2013 01h00 última modificação: 05/08/2016 15h33

Brasília, 15/5/2013 - O Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br) lançou no último dia 07 de maio o livro da pesquisa TIC Kids Online Brasil 2012. A pesquisa mapeia as oportunidades e riscos associados ao uso da Internet por crianças e adolescentes brasileiros.

O levantamento de dados foi realizado durante o ano de 2012 com 1.580 entrevistas de crianças e adolescentes entre 9 e 16 anos de idade e mostra como eles acessam e utilizam a Internet e os riscos que enfrentam on-line. Além disso, a pesquisa investiga as experiências, práticas e preocupações dos pais relacionadas ao uso da Internet por parte dos seus filhos.

O livro TIC Kids Online Brasil também conta com artigos de especialistas na interface entre Internet e as crianças, que analisam em detalhes alguns indicadores do estudo.

Para marcar o lançamento da publicação, o CETIC.br realizou um debate com o tema “Crianças e Adolescentes na Internet: Riscos e Oportunidades”. O evento contou com a participação da Drª Ellen J. Helsper, da London School of Economics (Inglaterra), Drª Cristina Ponte, da Universidade Nova de Lisboa (Portugal) e Drª Regina de Assis, consultora em Mídia e Educação no Brasil.

Durante o debate, levantou-se o tema dos riscos aos quais as crianças e adolescentes estão sujeitos com o uso da Internet. Sobre esta questão, Ellen Helsper disse entender que “não devemos estimular uma visão amedrontada da rede e nem mesmo um encantamento excessivo com esses novos nativos digitais”.

A pesquisadora portuguesa, Cristina Ponte, também apresentou comparações entre os dados obtidos na Europa e no Brasil. “Brasil e Portugal são semelhantes no quanto à existência de pais que saíram cedo da escola e possuem acesso reduzido à educação. Esse quadro é diferente do norte da Europa ou mesmo em países mais próximos de Portugal, como a França”, afirmou Cristina.

Regina de Assis, por sua vez, ressaltou a importância da formação dos professores para educar a nova geração, que já tem a Internet envolvida em suas vidas. “As escolas ainda adotam os famosos laboratórios de informática, mas será que essa ideia é boa e isso realmente funciona? Está claro que não. A Internet tem que estar dentro da sala de aula.Essa geração sabe muito, mas não sabe tudo”, disse Regina.

O debate foi mediado pela jornalista Simone Ronzani, criadora do sítio recontando.com-link indisponivel, que narra notícias em vídeos para crianças.

Para ter acesso à pesquisa na íntegra, acesse: www.cetic.br/publicacoes/2012/tic-kids-online-2012.pdf.

Fonte: NIC.br - Núcleo de Informação e Coordenação - imprensa@nic.br.