Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Brasil recebe o evento de Internet mais importante da América Latina e Caribe

Notícias

Brasil recebe o evento de Internet mais importante da América Latina e Caribe

publicado: 24/05/2017 16h32 última modificação: 24/05/2017 16h32

A promoção de esforços integrados para a evolução da Internet na América Latina e Caribe foi amplamente ressaltada no primeiro dia de discussões do encontro LACNIC 27, realizado em Foz do Iguaçu de 22 a 26 de maio.

Participaram da solenidade de abertura do evento Ariel Graizer (LAC-IX), Eduardo Santoyo (LACTLD), Demi Getschko (NIC.br), Hartmut Glaser (CGI.br) e Wardner Maia (LACNIC). “Devido ao grande número de interessados tornou necessário encerrar as inscrições com duas semanas de antecedência”, disse Maia. Mais de 650 participantes estiveram presentes ao primeiro dia de discussões, além de 420 remotos. Maia também deu as boas-vindas à primeira mulher a ocupar as funções de co-moderadora do Fórum Público de Políticas do LACNIC, Paola Pérez.

Demi Getschko ressaltou a importância de poder contribuir como co-realizador para os debates gerados na série de eventos do LACNIC. “Vários desafios trazem preocupação para a Internet atualmente, como ataques, regulação, neutralidade. Com isso, é preciso que estejamos atentos a isso, pois esses aspectos podem afetar a Internet como um todo”, disse. Hartmut Glaser destacou que “embora a Casa da Internet esteja localizada em Montevidéu, a capital da Internet na América Latina e Caribe durante essa semana será Foz do Iguaçu”. Alguns tópicos específicos de interesse da região, como os diferentes níveis de acesso a IPv6 e a importância da troca de tráfego localmente também foram ressaltados durante a abertura.

O painel “A Internet do futuro: sua evolução nos próximos 10 anos”, que transcorreu logo após a abertura, foi moderado por Oscar Robles, diretor executivo do LACNIC, e contou com a participação de Adiel Akplogan (ICANN), Cristine Hoepers (CERT.br), Flavio Amaral (Netflix) e Matías Quintanilla (Telefónica Argentina). Cristine enfatizou que preocupações com segurança não devem envolver somente a resposta a ataques, mas também a adesão a boas práticas que não aumentem a contribuição dos dispositivos e redes com ataques. Adiel reforçou a necessidade de considerar a privacidade em cada nível da rede, e no mesmo sentido, Flavio lembrou que empresas estão cada vez mais interessadas em proporcionar conteúdos cada vez mais personalizados para seus usuários. Matías ressaltou o papel que o 5G desempenhará na evolução da Internet no médio prazo.

A sessão de abertura do evento também contou com a participação de Göran Marby, CEO da ICANN. “A internet se torna maior quando você se conecta e menor quando você se desconecta. Por isso nós precisamos que mais pessoas, de diferentes localidades, venham nos dizer o que precisa ser melhorado e como devemos melhorar. A colaboração que temos na América Latina e Caribe é um modelo para o restante do mundo”, disse.

O 27º encontro do Registro de Endereçamento da Internet para a América Latina e o Caribe (LACNIC) terá atividades até 26 de maio e é co-organizado com o apoio do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br). Interessados em seguir remotamente aos debates podem participar em http://www.lacnic.net/web/eventos/lacnic27.

Fonte: Nic.br