Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Brasil debate Tecnologia da Informação e Comunicação com União Europeia

Notícias

Brasil debate Tecnologia da Informação e Comunicação com União Europeia

Evento foi realizado na Fiesp, em São Paulo

publicado: 19/05/2016 01h00 última modificação: 20/05/2016 14h32

Representantes do governo brasileiro e da União Europeia debateram, nesta quarta-feira (18), como as ações de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) podem promover melhores serviços públicos. O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) foi representado no evento pelo diretor do Departamento de Governo Digital, Wagner Araujo. O ‘Workshop - As oportunidades de TIC entre a União Europeia e o Brasil’ foi realizado no edifício-sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

“No setor público, o intercâmbio entre países é fundamental para troca de experiências na modernização de serviços públicos, que podem gerar novos negócios para a iniciativa privada, otimizando investimentos do Estado, sem prejuízo ao interesse público”, afirmou Araujo. Segundo o diretor, o Brasil e União Europeia estão ansiosos para colher os frutos digitais possibilitados pela inovação tecnológica, como por exemplo, melhores serviços públicos e privados.

A Estratégia de Governança Digital (EGD) é a proposta do governo federal para a TIC até 2019, acompanhando a vigência do Plano Plurianual (PPA – 2016/2019). A EGD define os objetivos estratégicos, metas e indicadores da Política de Governança Digital, estabelecida pelo Decreto nº 8.638, de 15 de janeiro de 2016.

Os três eixos da estratégia são promover serviços públicos digitais, viabilizar o acesso à informação e ampliar a participação social. Além disso, a publicação é composta por dez objetivos e 51 iniciativas estratégicas. A EGD tem validade para os 220 órgãos integrantes do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP).

Além de melhores serviços públicos, o evento também debateu novas tecnologias no mercado de satélites, expansão das redes e como essas tecnologias atreladas colaboram com o desenvolvimento de uma sociedade conectada.

Fonte: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.