Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Brasil apresenta ações de eGOV no Cazaquistão

Notícias

Brasil apresenta ações de eGOV no Cazaquistão

Planejamento representa governo brasileiro em evento internacional

publicado: 07/10/2014 01h00 última modificação: 23/08/2016 17h16

As ações brasileiras de governo eletrônico (eGOV) serão apresentadas, até a próxima quarta-feira (8), na terceira edição do encontro "Global e-Government Forum", em Astana, no Cazaquistão. Organizado pela administração local em parceria com as Nações Unidas, o objetivo do evento é promover estratégias e iniciativas de governança eletrônica entre os diversos países participantes. O Ministério do Planejamento (MP) representa o governo brasileiro.

"Ampliar o conhecimento através da troca de experiências aumenta a capacidade analítica e as possibilidades de implementação de novas ações de governo eletrônico", afirma Loreni Foresti, secretária de logística e tecnologia da informação do MP. Segundo a secretária, a participação brasileira é fundamental para a melhoria dos serviços eletrônicos prestados pelo governo.

Durante o evento, a Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) apresentará temas como a Infraestrutura Nacional de dados abertos (Inda), Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico (ePING), Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.597) e as ações brasileiras dentro da Parceria para Governo Aberto (Open Government Partnership).

"É preciso existir um certo equilíbrio internacional nos avanços de implementação das ações de eGOV, considerando a natureza da política pública de governo aberto, que iniciou-se na OGP", complementa Foresti.

México

A política brasileira de dados abertos também foi apresentada, de 1º a 3 de outubro, durante a II Conferência Regional sobre Dados Abertos e o GobCamp III: Dados Abertos para Governo Aberto, ambos realizados na cidade do México. As iniciativas, de intercâmbio com países da América Latina, têm impacto na formulação de estratégias para governo aberto e dados abertos.

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.