Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Audiência avalia direito dos usuários da internet

Notícias

Audiência avalia direito dos usuários da internet

publicado: 17/04/2012 17h55 última modificação: 20/04/2016 10h10

Quem quiser poderá assistir o debate ao vivo e ainda participar de bate-papo on-line sobre a discussão promovido pelo Portal e-Democracia.

Audiência pública discute hoje o direito de usuários da internet e a responsabilidade civil de terceiros por conteúdos publicados na rede. É o primeiro debate da comissão especial que analisa o projeto de lei do Marco Civil da Internet (PL 2126/11). Duas audiências públicas e seis seminários estão programados até junho.

 

participacao_popular@.jpg

 

O relator da proposta, deputado Alessandro Molon (PT-RJ), quer envolver especialistas e a sociedade na discussão da proposta. Ele explica que é preciso avaliar que direitos o usuário da internet deve ter reconhecidos, protegidos, respeitados. “Direito à privacidade, à proteção dos seus dados, por exemplo, à sua navegação. De que maneira isso deve ser tratado pela lei brasileira? Muitas vezes hoje blogs têm receio de publicar opiniões com medo de depois serem responsabilizados por terem publicado a opinião de um terceiro e eventualmente ter que responder na Justiça por danos à imagem de alguém que se sinta prejudicado com aquilo."

Participe

Quem quiser poderá assistir o debate ao vivo e ainda participar de bate-papo on line sobre a discussão promovido pelo Portal e-Democracia. Os deputados acompanharão e poderão participar do bate-papo pelos computadores instalados no Plenário da comissão, interagindo com os internautas.

Também será inaugurada hoje a comunidade virtual dedicada ao Marco Civil da Internet. No sitewww.edemocracia.camara.gov.br serão oferecidos diferentes instrumentos de interação, em parceria com a Coordenação de Participação Popular da Câmara, e ainda orientações quanto ao andamento da proposta no Congresso Nacional.

A gerente do portal, a servidora Alessandra Muller, explica como os cidadãos poderão contribuir com sugestões ao projeto, que vai estar disponível no wikilégis. “A pessoa vai poder participar fazendo sugestão de texto ou comentário, de artigo por artigo. Isso facilita a compreensão das pessoas, os próprios parlamentares também podem trabalhar de uma forma mais sistematizada. Diferentemente de fórum, que é uma participação mais aberta, o wikilégis orienta a participação no ponto exato que a pessoa deseja que seja alterado."

Convidados

A audiência pública vai contar com a participação de especialistas e representantes do mercado e da sociedade. O debate será realizado às 10h30, no Plenário 13.

Foram convidados:

– o secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, Marivaldo de Castro Pereira; – o advogado do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), Guilherme Varella; – o professor doutor da Universidade Federal do ABC (UFABC) Sérgio Amadeu da Silveira; – o advogado e membro do Conselho Consultivo da Associação Brasileira de Direito da Informática e Telecomunicações – ABDI, do Advisory Board do Cybercrime Research Institute, com sede em Colônia, Alemanha Gilberto Martins de Almeida; – o mestre em Direito Constitucional pela Universidade de Brasília (UnB) Paulo Rená da Silva Santarém. – a mestre em direito pela Universidade de Harvard Laura Fragomeni; e – o sócio fundador do videolog.tv Edson do Nascimento Ibiapino.

 

Íntegra da proposta:

PL-2126/2011

Reportagem - Geórgia Moraes/Rádio Câmara

Edição – Regina Céli Assumpção

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara de Notícias'

 

Fonte: Câmara dos Deputados