Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Aberta consulta pública sobre edital de contratação de serviços de telefonia

Notícias

Aberta consulta pública sobre edital de contratação de serviços de telefonia

Licitação será para contratação conjunta pelos órgãos do SISP

publicado: 05/12/2012 11h50 última modificação: 20/04/2016 10h51

Brasília, 5/12/2012 – Os órgãos públicos, as empresas do setor e os cidadãos brasileiros podem participar, até o dia 18 de dezembro, de consulta pública sobre o futuro edital de contratação conjunta de Serviço de Telefonia Fixa Comutada (STFC). O objetivo é o receber contribuições para a consolidação do Termo de Referência da licitação organizada pelo Ministério do Planejamento (MP).

O processo licitatório será para a contratação de serviços telefônicos para chamadas locais, nacionais e internacionais, de ligações de fixo para fixo e fixo para móvel. “A opinião da população brasileira contribui para referendarmos esta política que traz economia para o governo federal”, explica o secretário de logística e tecnologia da informação, Delfino Natal de Souza.

Já foram realizadas dois processos de aquisições de serviços de telefonia fixa de forma conjunta. A primeira ocorreu em 2009 e beneficiou 39 órgãos públicos. Já o segundo, realizado em 2011, contou com a adesão de 17 instituições da administração pública. As duas contratações juntas geraram uma economia anual estimada em mais de R$ 30 milhões de reais para o governo federal.

A contratação será voltada para os órgãos integrantes do Sistema de Administração de Recursos de Tecnologia da Informação (SISP) localizados em Brasília. Este sistema é a estrutura de governança pública utilizada pelo governo federal para a organização do trabalho, controle, supervisão e coordenação da área de TI na administração direta, autárquica e fundacional. A Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) é a unidade central do sistema, que conta atualmente com mais de 218 órgãos.

Os interessados em participar da consulta devem acessar a página do Portal do Governo Eletrônico (gov.br).

Fonte: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão