Você está aqui: Página Inicial > Notícias > NIC.br amplia benefícios do domínio “.br” com redirecionamento de páginas

Notícias

NIC.br amplia benefícios do domínio “.br” com redirecionamento de páginas

Usuários do Registro.br agora podem direcionar seus domínios para páginas de redes sociais ou qualquer outra URL

publicado: 22/11/2017 14h15 última modificação: 22/11/2017 14h15

Usuários de Internet que registram domínios ".br" já podem utilizar o novo recurso de redirecionamento de página, agora disponível nas opções de conta do sistema do Registro.br, do NIC.br, entidade responsável pelo registro de domínios sob o ".br". Desta forma, podem levar seu público diretamente para páginas de redes sociais ou para qualquer outra URL de seu interesse, acrescentando o endereço visado no campo "nome ou endereço do sítio” das configurações do DNS modo básico.

"Com a adição desse recurso, o NIC.br ajuda os seus usuários a manter suas marcas ativas na rede de forma permanente, mesmo que troquem de rede social ou plataforma", enfatiza Demi Getschko, diretor presidente do NIC.br.

Empreendedores, profissionais autônomos, comentaristas digitais e usuários de Internet das mais diversas áreas poderão redirecionar seus domínios para o local do conteúdo que publicam, seja uma loja virtual, uma fanpage do Facebook, um canal do YouTube ou perfil do Instagram. "É uma maneira de o usuário ‘eternizar’ endereços on-line, conferindo a eles um nome próprio para o seu negócio, para a venda de produtos ou serviços, ou para o conteúdo que produz", reforça Rubens Kuhl, gerente de produtos e mercado do NIC.br.

O usuário terá a flexibilidade de alterar a URL de redirecionamento no momento que desejar. "Se o usuário decidir, por exemplo, que não quer mais atrelar a identidade digital do seu conteúdo a uma determinada rede social, poderá mudar a URL de redirecionamento ou mesmo contratar um serviço de hospedagem. O domínio permanecerá o mesmo e isso é extremamente valioso tanto para os usuários diretos do ‘.br’ como para os clientes ou seguidores deles", complementa Rubens.

Estabilidade

Em 1989 a Internet ainda não existia no Brasil e eram poucos os nomes terminados em “.br”, que eram usados por redes acadêmicas no País, como UUCP, e que tinham seus registros feitos manualmente. Hoje, são mais de 3,9 milhões de domínios ".br" registrados e mais de 110 categorias (DPNs) disponíveis para registro, sendo o "com.br" o mais popular.

A anuidade de um domínio “.br” custa R$ 40. Além de proporcionar e manter alta qualidade na atividade de registro de domínios, o montante arrecado exclusivamente por essa via permite ao NIC.br investir em uma série de ações e projetos que geram benefícios e a melhoria das atividades relacionadas à infraestrutura da Internet disponíveis no País. Conheça todos os projetos: http://www.nic.br/atividades/. Assista também ao vídeo sobre a nova funcionalidade (https://youtu.be/rRlIHSyykuE) e tire suas dúvidas sobre como registrar um domínio ".br"(https://youtu.be/gZRYDxWuYpk).

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, de direito privado e sem fins de lucro, que além de implementar as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil, tem entre suas atribuições: coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — Ceptro.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — Cetic.br (http://www.cetic.br/), fomentar e impulsionar a evolução da Web no Brasil — Ceweb.br (http://www.ceweb.br/) e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/). 

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br

O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios do multissetorialismo e transparência, o CGI.br representa um modelo de governança da Internet democrático, elogiado internacionalmente, em que todos os setores da sociedade são partícipes de forma equânime de suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações emhttp://www.cgi.br/. 

Fonte: matéria replicada do site http://www.nic.br/